Get Adobe Flash player

Higienização das Mãos para Profissionais da área de Saúde

higienizao-das-mos

A importancia da hienização da mãos para profissionais da área de saúde

A higienização das mãos pode ser considerada a ação isolada mais importante no controle de infecções nos serviços de saúde. Todavia, a falta de realização deste procedimento pelos profissionais de saúde é uma realidade. A utilização simples de água e sabão pode reduzir a população microbiana presente nas mãos e, na maioria A lavagem das mãos é, sem dúvida, a rotina mais simples, mais eficaz, e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções, devendo ser praticada pelo profissional de saúde, sempre ao iniciar e ao término de uma tarefa.

POR QUE FAZER?

As mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos, pois a pele é um possível reservatório de diversos microrganismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados.
Na camada mais superficial da pele pode-se encontrar bactérias Gram-negativas, como enterobactérias (Ex: Escherichia coli), bactérias não fermentadoras (Ex: Pseudomonas aeruginosa), além de fungos e vírus que podem ser removidos por ação mecânica pela higienização das mãos com água e sabão, sendo eliminada com mais facilidade quando se utiliza uma formulação anti-séptica (Ex: álcool a 70% em gel). 

Lavagens das mãos

A lavagem das mãos é, sem dúvida, a rotina mais simples, mais eficaz, e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções, devendo ser praticada pelo profissional de saúde, sempre ao iniciar e ao término de uma tarefa.

Quando lavar as mãos:

  •     No início e no fim da jornada de trabalho.
  •     Antes e após o uso de luvas.
  •     Antes e após utilizar o banheiro.
  •     Depois de manusear material contaminado, mesmo quando as luvas tenham sido usadas.
  •     Após o contato direto com secreções e matéria orgânica.
  •     Após o contato com superfícies e artigos contaminados.
  •     Quando as mãos forem contaminadas, em caso de acidente.
  •     Após coçar ou assuar nariz, pentear os cabelos, cobrir a boca para espirrar, manusear dinheiro.
  •     Antes de comer, beber, manusear alimentos e fumar.
  •     Após manusear quaisquer resíduos, lixo comum, lixo biológico ou caixas de descarte de materiais pérfuro-cortantes.
Técnicas de lavagem das mãos
  •     Retirar anéis, pulseiras e relógio.
  •     Abrir a torneira e molhar as mãos sem encostar-se a pia.
  •     Colocar nas mãos aproximadamente 3 a 5 ml de sabão. O sabão deve ser de preferência líquido e hipoalergênico.
  •     Ensaboar as mãos friccionando-as por aproximadamente 15 segundos.
  •     Friccionar a palma, o dorso das mãos com movimentos circulares, espaços interdigitais, articulações, polegar e extremidades dos dedos (o uso de escovas deverá ser feito com atenção).
  •     Os antebraços devem ser lavados cuidadosamente, também por 15 segundos.
  •     Enxaguar as mãos e antebraços em água corrente abundante, retirando totalmente o resíduo do sabão.
  •     Enxugar as mãos com papel toalha.
  •     Fechar a torneira acionando o pedal, com o cotovelo ou utilizar o papel toalha; ou ainda, sem nenhum toque, se a torneira for fotoelétrica. Nunca use as mãos.

Lavagens das mãos

A lavagem das mãos é, sem dúvida, a rotina mais simples, mais eficaz, e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções, devendo ser praticada pelo profissional de saúde, sempre ao iniciar e ao término de uma tarefa.

Quando lavar as mãos:

ü  No início e no fim da jornada de trabalho.

ü  Antes e após o uso de luvas.

ü  Antes e após utilizar o banheiro.

ü  Depois de manusear material contaminado, mesmo quando as luvas tenham sido usadas.

ü  Após o contato direto com secreções e matéria orgânica.

ü  Após o contato com superfícies e artigos contaminados.

ü  Quando as mãos forem contaminadas, em caso de acidente.

ü  Após coçar ou assuar nariz, pentear os cabelos, cobrir a boca para espirrar, manusear dinheiro.

ü  Antes de comer, beber, manusear alimentos e fumar.

ü  Após manusear quaisquer resíduos, lixo comum, lixo biológico ou caixas de descarte de materiais pérfuro-cortantes.

Técnicas de lavagem das mãos

ü  Retirar anéis, pulseiras e relógio.

ü  Abrir a torneira e molhar as mãos sem encostar-se a pia.

ü  Colocar nas mãos aproximadamente 3 a 5 ml de sabão. O sabão deve ser de preferência líquido e hipoalergênico.

ü  Ensaboar as mãos friccionando-as por aproximadamente 15 segundos.

ü  Friccionar a palma, o dorso das mãos com movimentos circulares, espaços interdigitais, articulações, polegar e extremidades dos dedos (o uso de escovas deverá ser feito com atenção).

ü  Os antebraços devem ser lavados cuidadosamente, também por 15 segundos.

ü  Enxaguar as mãos e antebraços em água corrente abundante, retirando totalmente o resíduo do sabão.

ü  Enxugar as mãos com papel toalha.

ü  Fechar a torneira acionando o pedal, com o cotovelo ou utilizar o papel toalha; ou ainda, sem nenhum toque, se a torneira for fotoelétrica. Nunca use as mãos.

Higienizacao_das_maos_menor

Clique na imagem para visualiza-la com melhor resolução (Para impressão tamanho A4).